cnads  
 
separador
 
separador
Abril 2024
D S T Q Q S S
31 1 2 3 4 5 6
7 8 9 10 11 12 13
14 15 16 17 18 19 20
21 22 23 24 25 26 27
28 29 30 1 2 3 4
©2010 NSprojects.com Valid XHTML 1.0 Transitional Valid XHTML 1.0 Transitional
Portugus
Ingls
login
 
Bem Vindo ao CNADS
2024_Plano de Atividades

Plano de Atividades_2024

 
Reflexão sobre o Nexo da Agricultura com o Solo, a Água e a Biodiversidade

O Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável (CNADS) aprovou, por unanimidade, na 1ª Reunião Extraordinária do CNADS em 2023, realizada a 15 de dezembro;  a Reflexão sobre o Nexo da Agricultura com o Solo, a Água e a  Biodiversidade.

The National Council for the Environment and Sustainable Development (CNADS) unanimously approved, at the 1st Extraordinary Meeting in 2023, held on December 15th,
the
Conclusions of the WG on the Nexus Between Agriculture and Soil Water Biodiversity.


 
Recomendação para o Plano Nacional Energia e Clima 2021-2030

O Conselho Nacional do Ambiente e do Desenvolvimento Sustentável (CNADS), aprovou em 28 de novembro de 2023,  por maioria, com 27 votos a favor, expressos através de correio eletrónico, a Recomendação para o Plano Nacional Energia e Clima 2021-2030.

The National Council for the Environment and Sustainable Development (CNADS)
approved on 28th, of November 2023, by majority, with 27 votes in favor, expressed via email, the 2021-2030 (PNEC 2030) Recommendation for the National Energy and Climate Plan.

 

 

A EEAC insta a Comissão Europeia a basear-se na análise do Conselho Consultivo Científico Europeu sobre as Alterações Climáticas (ESABCC) para a meta de 2040.

O CNADS, enquanto membro da Rede Europeia de Conselhos de Ambiente e Desenvolvimento Sustentável (EEAC, European Environmental and Sustainable Development Advisory Councils Network), é um dos subscritores da carta enviada à Comissão Europeia, onde se defende que um objetivo de redução das emissões de gases com efeito de estufa de 90-95% para 2040 é um "passo útil e oportuno para nos tornarmos um continente neutro em termos climáticos em 2050".

Para aceder ao comunicado de imprensa e à carta conjunta clique aqui.


 
Lançamento do Estudo "Riscos Climáticos e a Saúde dos Portugueses: Futuro(s) por imaginar e construir”

No passado dia 25 de Outubro, o projeto Saúdes (Médis) lançou o seu terceiro estudo, intitulado "Riscos Climáticos e a Saúde dos Portugueses: Futuro(s) por imaginar e construir".

A sessão de lançamento do estudo decorreu no Edifício Ageas Tejo e contou com a presença de cerca de 70 pessoas. Após a apresentação do estudo (Joana Barbosa, Return on Ideas), decorreu um debate moderado pela jornalista Marta Atalaya (Sic), no qual marcaram presença o Dr. Adalberto Campos Fernandes (Nova ENSP), a Prof. Luisa Schmidt (ICS-UL) - orientadora científica do estudo, o Prof. Osvaldo Santos (ISAMB-FMUL) e o Prof. Pedro Matos Soares (UL). Falaram ainda os responsáveis da APSAi, CNADS, CPSA, Fórum Saúde XXI e Zero, cinco dos 7 parceiros do estudo (a par da Respira e Fundação Portuguesa do Pulmão).

Neste estudo ficou claro que, apesar de 96% dos portugueses terem perceção de que a nossa saúde é afetada pelas alterações climáticas, 75% afirmam dúvidas e/ou desconhecimento sobre esta matéria. Ora, como defende o estudo, sem compreensão não há ação nem prevenção, pelo que a literacia sobre esta questão deve ser um “cavalo de batalha” de todos: governos, instituições públicas e privadas.

O estudo prova ainda que existe uma correlação entre a ação pró-saúde e a ação pró-ambiente: a preocupação com a saúde conduz à preocupação com o ambiente, o que faz da saúde uma das primeiras portas de entrada para comportamentos (mais) sustentáveis.

Para saber mais sobre este estudo e as suas conclusões visite o site do projeto Saúdes, onde pode ler mais sobre este estudo e fazer o download para ler na íntegra.

Se não teve a oportunidade e quer assistir à emissão em direto do evento, ainda o pode fazer através do Facebook do Expresso.

Aceda aqui.

 


 
«InícioAnterior12345678910SeguinteFinal»

Pág. 1 de 11
 

Área administrativa